Topo
Conquisite seus clientes em seus e-mails

5 dicas para melhorar os resultados de seus e-mails

Hoje em dia, há quem desvalorize o uso de e-mails marketing pela grande quantidade de opções e alternativas de comunicação com o cliente existentes agora. Porém, essa ferramenta pode ser de extrema importância para você se relacionar com antigos e futuros clientes dentro de sua imobiliária.

Se seus e-mails não estão tendo o resultado que você espera. Talvez você precise realizar ajustes para tornar essa prática mais eficaz. Existem algumas regras que vão ajudar você a conseguir enviar e-mails de maneira mais estratégica e a atrair a atenção dos seus clientes. Além disso, alguns aspectos básicos precisam ser levados em consideração para que você alcance o resultado que deseja através do e-mail marketing.

1. Segmente suas listas

Defina grupos diferentes para receber os e-mails que você vai enviar. Se você sabe que determinado cliente quer informações sobre imóveis em uma região específica da cidade. Envie para ele propriedades que sigam esse requisito. Quando você envia e-mails que realmente interessam ao seu cliente a probabilidade dele se interessar e interagir com você é muito maior.

Não esqueça de sinalizar de forma diferentes quem pediu e se cadastrou; para receber e-mails de quem está em sua lista de prospecções, por exemplo. Outro aspecto é que você deve dar a opção de descadastramento para que a pessoa que não está mais interessada em receber seus e-mails possa sair daquela lista. Manter essas pessoas em sua base só vai fazer com que elas criem uma imagem negativa sobre você e sua empresa.

2. Defina um assunto que gere curiosidade

Um elemento muito importante e que pode ser o fator decisivo para que um cliente abra o seu e-mail é o assunto que você irá definir. Algumas palavras são consideradas negativas. Diante de filtros anti-spam dos e-mails e, dificilmente suas campanhas vão chegar até seu cliente se tiverem palavras como: “Promoção”, “grátis”, “dinheiro”, etc.

Seja direto e objetivo no assunto do seu e-mail. Evite utilizar frases longas, transmita através de poucas palavras o que você quer. Além disso, incluir o nome do destinatário no assunto pode fazer com que ele se sinta mais instigado a abrir aquele e-mail. Para entender o que funciona melhor para seu público realize teste A/B enviando o mesmo e-mail para parte do grupo com um assunto e para outra parte com outro.

3. Não exagere na frequência de e-mails

Você quer que seu cliente se sinta interessado em abrir seu e-mail e a interagir com você depois de recebê-lo. Quando você envia diversas mensagens para uma mesma pessoa; sem aguardar um período de tempo aceitável, ela provavelmente não vai dar relevância para os próximos e-mails que receber e tende a pedir para se descadastrar da sua lista. O que vai definir esse período de tempo é o seu bom senso e as experiências que você for fazendo para testar esse elemento.

A frequências não está diretamente ligada com o engajamento. Se você enviar mais e-mails não significa que seu cliente vai interagir mais com você. Há pesquisas que apontam que quanto mais e-mails uma loja envia, menos retorno alcança com cada mensagem. Em resumo, o que deve prevalecer é a regra de que mensagens sem conteúdo interessante para o possível comprador não tem efeito algum.

4. Siga boas práticas

Para estabelecer uma ordem e regulamentar as práticas de envio do e-mail marketing. Algumas entidades reuniram-se para desenvolver o CAPEM – Código de Autorregulamentação para a Prática de E-mail Marketing. Ele é uma espécie de manual que busca promover boas práticas para esse tipo de ferramenta.

Em suma, o CAPEM estabelece que você deve enviar e-mails apenas para pessoas que lhe autorizem. Também indica que você não deve usar listas de divulgação de terceiros. Nem comprá-las de fornecedores, além disso, você precisa disponibilizar a opção “sair da lista” em todos os e-mails que enviar. Confira o código completo nesse link.

5. Monitore seus resultados

Verifique se seus e-mails estão sendo realmente enviados e qual a taxa de abertura estão tendo. Se você utiliza um CRM e envia mensagens diretamente dele para seus clientes não esqueça de verificar se aquele e-mail foi recebido e monitore seu negócio para não desperdiçar esforço enviando mensagens para um e-mail que não existe, por exemplo.

Se você envia e-mails através de uma plataforma que disponibiliza dados específicos. Controle a taxa de cliques que suas mensagens estão tendo para conseguir melhorar e modificar aspectos; que podem ser relevantes para tornar essa taxa cada vez mais positiva. Monitore todas as informações possíveis para que você consiga diagnosticar elementos que podem ser modificados e melhorados.

 

Além dos e-mails, ter um site vendedor também contribui para melhorar seus negócios. Confira o post Tenha um site imobiliário vendedor e informe-se com a Jetimob.

[Total: 0    Média: 0/5]