Topo
fluxo de caixa

Fluxo de caixa: como ter bom controle das atividades financeiras na sua imobiliária?

Obter sucesso no mercado de imóveis exige muita persistência nos negócios. Mas como qualquer outra empresa, uma boa gestão e um controle eficiente das atividades do ramo são imprescindíveis. Controlar o fluxo de caixa da imobiliária gerenciando todas as receitas e despesas, desde os faturamentos nas vendas até os gastos com impostos é de extrema importância para medir os resultados e assim manter uma estabilidade financeira.

Mas apenas documentar os valores de entrada e saída de caixa não é suficiente. Para realizar este processo de uma forma eficiente é necessário tomar algumas medidas.  Neste post vamos lhe dar algumas dicas. De como fazer um adequado controle do fluxo de caixa de forma a organizar e otimizar a gestão financeira de sua imobiliária. Ficou interessado? Então siga com a gente!

Mantenha uma periodicidade no controle do fluxo de caixa

Para evitar o esquecimento de alguma informação importante. O ideal é documentar de uma forma diária ou semanal todas as entradas e saídas de seu caixa. Mas fique atento! Se você costuma fazer este controle diariamente, mantenha esta frequência!

De nada adianta você registrar as movimentações financeiras da imobiliária durante uma semana e depois só voltar a fazer este processo no mês seguinte, por exemplo. Fazer esse controle preferencialmente de uma forma diária ou ao menos semanal. Vai evitar com que você se esqueça de registrar alguma importante informação. Fazendo com que você se mantenha constantemente atualizado sobre a situação financeira de sua imobiliária.

Segmente as receitas e despesas

Existem despesas e receitas de destinos e origens diferentes. Segmentar todas estas movimentações financeiras facilita a organização e faz com que você identifique precisamente para onde estão indo ou de onde vem os valores de saídas e entradas no caixa. Sua imobiliária pode ter algumas despesas fixas como gastos com serviços terceirizados, como agências de marketing ou design, por exemplo.

Por outro lado, todo o mês alguns gastos podem variar, como o pagamento de água, luz, telefone, entre outros impostos, além dos valores de comissão para seus diferentes corretores de imóveis… Tudo isso deve ser levado em conta para fazer um controle do fluxo de caixa eficiente e organizado.

Em relação às receitas; você pode segmentá-las como sendo referentes a vendas ou então em locações. Outra forma de segmentar os seus ganhos é separá-los de acordo com o tipo de imóvel que está no mercado. Sua imobiliária pode negociar uma casa, um apartamento, um terreno ou uma sala comercial, por exemplo. É importante com que você separe todas estas informações para facilitar a organização do fluxo de caixa e para saber exatamente de onde está saindo ou para onde está indo o seu dinheiro.

Use o auxílio de recursos tecnológicos

Como você pôde perceber, são muitas informações que envolvem o controle financeiro de uma imobiliária. Por esta grande demanda de informação, controlar o fluxo de caixa manualmente em uma agenda, por exemplo, não é uma solução ideal. Isso pode exigir muito tempo, fazendo com que você deixe de lado as questões operacionais do negócio imobiliário, sem contar a falta de segurança.

Uma agenda pode ser facilmente perdida, além de que, o processo manual apresenta uma margem de erro muito maior se comparado a um controle do fluxo de caixa automatizado, com o suporte tecnológico.Para fazer todo este processo de uma forma automatizada e que economize tempo de seus funcionários para focar exclusivamente no negócio imobiliário, você pode fazer o controle do fluxo de caixa em uma planilha, como o Excel, ou então utilizar algum software de gestão, como o eGestor, por  exemplo, que além do controle do fluxo de caixa, realiza diversas outras funções, como emissão de nota fiscal eletrônica, boletos bancários, geração de relatórios, entre outras…

Fazer este controle com o auxílio tecnológico pode trazer inúmeros benefícios e facilitar a vida na gestão de sua imobiliária. Utilizar um software de gestão por exemplo, reduz drasticamente a quantidade de erros ou esquecimento de algum importante dado financeiro, além de possuir muita segurança, com a possibilidade de fazer backup  de todos os dados armazenados no sistema.

Apesar de menos complexos do que um sistema de gestão, as planilhas mais simples de controle do fluxo de caixa também realizam cálculos financeiros referentes a suas entradas e saídas de uma forma automatizada.

Calcule a diferença entre suas entradas e saídas

De nada adianta você armazenar todas as receitas e despesas de sua imobiliária, se não souber o que elas representam financeiramente. A partir das informações registradas, você precisa calcular a diferença entre os valores de entrada e saída de seu caixa. Somente fazendo isso é que você terá uma real noção da saúde financeira de sua imobiliária.

Mensure os resultados obtidos
Feitos os cálculos, uma medida fundamental para a gestão de sua imobiliária é fazer uma mensuração completa dos resultados. De onde estão saindo a maior parte de suas receitas e despesas? Como está o desempenho de seus corretores? A imobiliária está vendendo o bastante? Todos estes números podem indicar se o negócio está seguindo no caminho certo ou então pode servir para você traçar novas estratégias de modo a aumentar as vendas e otimizar os resultados.

Organize as movimentações

Portanto, controlar o fluxo de caixa é vital para manter a estabilidade financeira de sua imobiliária.

É preciso manter uma frequência neste controle, ele deve se tornar uma rotina, seja diária ou semanalmente.

Entre todas as receitas e despesas que uma imobiliária pode ter, existem diferentes motivos. As receitas por exemplo podem ser vindas da venda ou locação de algum imóvel, seja ele qual for, ou então pode vir de alguma empresa parceira.

Os gastos podem ser oriundos de comissionamentos de seus corretores, pagamento de impostos ou então com outras empresas que realizam serviços terceirizados para a sua imobiliária. Portanto segmente todas as informações do seu fluxo de caixa.

Não exite em organizar todas as movimentações financeiras de sua imobiliária em uma planilha como o Excel, por exemplo, ou em caso de identificar uma necessidade de um controle mais avançado, invista em um software de gestão empresarial! A tecnologia pode ser um grande facilitador no processo de controle do fluxo de caixa!

Acesse também o post Quanto ganha um corretor de imóveis para entender melhor como funciona a questão financeira dessa profissão.

[Total: 1    Média: 5/5]