INCC: O que é e como calcular

O INCC é um dos índices mais comuns nos financiamentos, especialmente, quando se trata de imóveis vendidos na planta. 

Se você atua na negociação de imóveis em construção, certamente já ouviu falar sobre o INCC, sigla muito utilizada por construtoras e incorporadoras como índice de reajuste nas parcelas de financiamento imobiliário

É através desse tipo de negociação que muitas dúvidas podem surgir como, por exemplo, a forma de calcular o INCC, seus reajustes e até mesmo quais os tipos de modalidades que existem e entre outros.

Portanto, se você quer ficar por dentro dos principais tópicos que definem o INCC acompanhe nossa publicação!

Assuntos que você irá encontrar:

INCC: O que é?

INCC é a sigla para Índice Nacional de Custo da Construção, um indicador econômico calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), órgão pertencente à Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Sua principal função é medir as variações de custo dos elementos base da construção civil no Brasil. Oficialmente, o INCC foi o primeiro índice com a finalidade de apurar os custos da construção civil no país. 

Na década de 40, foi criado o Índice de Custos da Construção (ICC). Entretanto, o ICC só abrangia a cidade do Rio de Janeiro, capital federal da época.

Contudo, com o passar dos anos, houve uma larga descentralização da economia brasileira. E com a expansão da atividade econômica para as demais regiões, o índice precisou ser remodelado de modo que cobrisse outras localidades do território nacional.

E foi assim que, em 1985, surgiu o Índice Nacional de Custo de Construção, durante o processo de reformulação do índice, o IBRE chegou a coletar dados de 20 capitais brasileiras. 

Para que serve o INCC?

Como mencionado anteriormente, o Índice Nacional de Custo da Construção é utilizado como índice de reajuste das parcelas de imóveis negociados ainda em construção

Em média, os imóveis vendidos na planta levam de 2 a 4 anos até a entrega das chaves, ou seja, é bem provável que durante esse período haja um aumento no preço dos insumos necessários para execução da obra.

Por isso, para não correr o risco de atraso na entrega ou de prejuízo para a construtora, as parcelas do pagamento são ajustadas de acordo com as variações do INCC.

Além disso, se você já leu o nosso post sobre IGP-M sabe que o INCC também compõe 10% da base de cálculo do Índice Geral de Preços – Mercado.

Como o INCC é calculado?

Para calcular o INCC, o IBRE-FGV leva em consideração o preço de 3 fatores fundamentais da construção civil, sendo eles: 

  • Materiais e equipamentos;
  • Serviços;
  • Mão de obra.

Esses componentes ainda são divididos em outros três grupos denominados estruturas, instalações e acabamentos. Desse modo, o cálculo ocorre com base em orçamentos levantados mensalmente pela FGV contendo os custos de inúmeras construtoras das 7 cidades listadas:

  • São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília e Recife.

Levando em conta também um sistema de peso para considerar as particularidades de cada uma das regiões.

A influência do INCC na parcela cobrada

Ao financiar um imóvel na planta, é importante ter em mente que você está financiando junto toda a construção do empreendimento. Ou seja, as variações de custo de materiais são comuns e por isso o INCC é utilizado, reajustando o saldo devedor durante todo o período de construção.

Lembrando que esse índice não se define como juros, o que ocorre é a correção de um valor referente às variações dos custos da obra. 

O INCC-M hoje

De acordo com a FGV - Fundação Getúlio Vargas, o INCC-M variou 0,04% no mês de Outubro de 2022, apresentando uma queda quando comparado com o mês de Setembro, no qual constava 0,10%. Ou seja, o índice acumula 10,06% em 12 meses e 8,96% de alta esse ano. 

Quais são os tipos de INCC?

A divulgação do INCC pode ser feita através de três modalidades que se diferenciam pelo período da coleta dos dados.

INCC-DI

Denominado como Índice Nacional de Custo de Construção - Disponibilidade Interna, esta modalidade corresponde a variação dos custos do primeiro ao último dia do mês de referência, compondo 10% do IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna).

INCC-10

Já o Índice Nacional de Custo de Construção - 10, possui esse nome pois o seu cálculo é realizado do dia onze do mês anterior ao dia dez do mês de referência, compondo 10% do IGPI-10 (Índice Geral de Preços - 10).

INCC-M

Para terminar, o Índice Nacional de Custo de Construção - Mercado refere-se à evolução dos custos da construção civil entre o dia 21 do mês anterior e o dia 20 do mês de referência, compondo 10% do IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado).

As vantagens desse índice

O INCC é muito vantajoso, quando estamos nos referindo às construtoras, pois é uma garantia que a empresa imobiliária terá com relação a manutenção e reajuste do seu poder de compra, de acordo com a variação dos preços.

Desse modo, é importante manter-se atualizado principalmente aqueles que estão no processo de compra de um imóvel na planta, para que se planeje e assim lidar com tais reajustes.

Gostou desse conteúdo e quer continuar se atualizando sobre o mercado imobiliário? Acompanhe as publicações em nosso blog

You've successfully subscribed to Jetimob Blog
Great! Next, complete checkout to get full access to all premium content.
Error! Could not sign up. invalid link.
Welcome back! You've successfully signed in.
Error! Could not sign in. Please try again.
Success! Your account is fully activated, you now have access to all content.
Error! Stripe checkout failed.
Success! Your billing info is updated.
Error! Billing info update failed.