Saiba tudo sobre UX Design e a experiência do cliente nas imobiliárias


Tempo de Leitura: 7 minutos
Você sabe o que é UX Design? Para que serve esta área? Quais as formas de aplicá-la dentro do seu negócio imobiliário? E ainda, sabe quais ferramentas um bom UX Designer precisa dominar para deixar seu processo de vendas mais interativo? Vem descobrir tudo sobre a experiência que irá mudar a forma de pensar sua relação com um cliente.   Esse termo, UX Design, se refere à experiência do cliente (User Experience) e compreende um complexo conjunto de fatores e elementos relacionados à interação do usuário com um produto, serviço ou sistema. A principal preocupação do UX Design é para com os pontos de contato que o cliente tem ao se relacionar com uma marca, são eles: sites, aplicativos, lojas, call centers, chats online, máquinas, pontos de vendas e muitos outros. O seu objetivo é tornar a interação do usuário com o produto, ou serviço, o mais fácil e simplificada possível. Um exemplo disso é a diminuição da quantidade de “cliques” para chegar de fato à venda. O UX Designer, profissional da área, tem a função de compreender a necessidade do usuário ao utilizar um produto, ou serviço, para desenvolver uma interação mais próxima da satisfação possível. Já o UI Design, área semelhante àquela citada anteriormente, é focado na interface, ou seja, em que o usuário visualiza: as páginas de um site ou o layout de um aplicativo. Vamos pegar como exemplo um site de imobiliária: O profissional de UI Design pensará na parte visual, nas telas, nos botões e em outros elementos gráficos que serão atrativos e fáceis para o usuário navegar. Enquanto isso, o especialista de UX Design irá pensar além, abrangendo não só a interface, mas também os pontos de contato por onde este usuário passou até chegar ao site. Entre esses pontos encontram-se anúncios e landing pages, atendimento via telefone, chat online, e-mail, interação nas redes sociais e visita ao imóvel. Desde uma relação inicial até o produto final: a compra do imóvel. Pense o seguinte: quando você, enquanto consumidor, decide fazer uma compra online, inicialmente buscará no Google um determinado produto (primeiro ponto de contato). Encontrará também a referência na página do Facebook (segundo ponto de contato). Além de ir até o site e falar através do atendimento online para tirar algumas dúvidas (terceiro ponto de contato). Depois disso, você ainda irá para a página do produto para verificar características, benefícios, preço (quarto ponto de contato). Por fim, irá até o carrinho e efetuar a compra (quinto ponto de contato). Se nesse processo, algum dos pontos não estiver agradável - uma página do Facebook defasada ou sem informações, um mal atendimento, um site com problemas - sua experiência final ficará prejudicada e o valor afetivo da sua imobiliária sofrerá uma desqualificação que pode afetar compras e indicações futuras.

Benefícios do UX Design

A usabilidade de um produto ou serviço é medida pela utilidade e por todo processo de experiência de compra. Um UX Design bem feito, e constantemente monitorado, potencializa suas ações de marketing e comunicação, dando a sua imobiliária um ‘up’ nas vendas. Alguns dos benefícios são:
  • Aumento dos clientes fiéis
  • Criação de valor percebido nos produtos e serviços
  • Aumento do valor da marca
  • Fornecimento de dados para compreender o comportamento de compra do seu cliente
Já que todo o processo é sistematizado, é possível entender como o seu cliente se comporta em cada um dos pontos de contato: porque um cliente entrou na sua página do Instagram, mas não clicou em nada? Por que o mesmo recebeu um e-mail marketing, mas não abriu seu anúncio? Se ele entrou no site, mas não visitou a página de imóveis, algo está errado! Essas, e muitas outras, informações servem para ajustar seus esforços de marketing e vendas e para melhorar a usabilidade do seu produto/serviço.

Qual a importância do UX Design na sua Imobiliária?

Assim como qualquer outro tipo de negócio, você, gestor, deseja que seus clientes tenham ótimas impressões e experiências, que eles saiam plenamente satisfeito do processo de compra, das interações, da venda e do pós-venda. Isto implica na ideia de que seus pontos de contato não devem ser apenas bonitos esteticamente, com fotos e cores agradáveis, mas devem também ser úteis e fáceis de acessar. O foco deve estar na perspectiva do usuário. Alguns erros comuns no setor imobiliário:

Muitas opções de filtros de busca

Em muitos casos, menos é mais! O cérebro humano só consegue escolher até 5 opções (pense em você no supermercado, quando está em frente a várias marcas de shampoo…). A melhor forma de lidar com isso é ter poucos filtros e deixar que o usuário faça uma busca mais profunda quando estiver na página de resultados. Por exemplo, os sites do Jetimob possuem apenas 4 opções de filtro, o que facilita a vida do cliente e permite que a experiência se torne algo simples e prático;

Muitas opções de escolha para o próximo passo

Algumas interfaces acabam superlotadas, confusas e apresentando muitas alternativas de caminhos. Isto resulta numa confusão para o usuário, reduzindo a eficácia do seu site ou aplicativo. O que é mais importante em cada página? E o que está mais propenso ao clique do usuário? Explore os botões de “call to action’ e atividades direcionadas.  

Informações extremamente detalhadas

Nem sempre é bom ter tudo nos mínimos detalhes! Foque no que é mais importante, no que agrega valor, que mostra benefício. Pense naquilo que é importante para cada público: um cliente que irá comprar tem necessidades diferentes de um outro cliente que irá alugar. Da mesma forma, a captação de clientes para deixar imóveis à venda deve conter informações diferenciadas daqueles que irão deixar imóveis para locação.

Descuidar da usabilidade em dispositivos móveis

Seu site deve estar adaptado para smartphones, tablets, smart Tvs e além disso também ser responsivo. Isto quer dizer que ele se ajusta ao tamanho da tela do celular, facilitando a visão e usabilidade.

Pedir um voto de confiança muito cedo

Alguns sites disponibilizam informações mediante ao preenchimento de um formulário com inúmeros campos, tudo isso para ter o cadastro do cliente. A chance de desistência é enorme. O cliente ainda nem conhece sua imobiliária, não sabe se o que você tem para oferecer tem valor! Sempre explique o motivo de solicitar as informações e o por quê do cliente realizar aquela atividade. Para um bom UX Design, é importante, antes de tudo, dominar a estratégia do negócio, saber onde se quer chegar e assim mapear e planejar os processos para, logo depois, replicá-los no sistema. Em paralelo, o profissional deve entender muito bem da necessidade, dores e dúvidas do seu cliente. Junte essas informações com seus pontos de contato, de forma clara, simples e amigável e você terá um bom desempenho de UX Design.

Relacionados