Golpe do Boleto: corretor (a), é hora de ficar preparado!


Tempo de Leitura: 4 minutos

O boleto bancário se popularizou muito no Brasil, e talvez por isso é que quem utiliza essa forma de pagamento tenha se tornado alvo de muitos casos de golpe. Existem tantas maneiras, online e offline, de burlar os boletos que circulam pelo mercado atualmente.

É preciso que você esteja sempre alerta para não ser enganado! Existem pessoas muito mal intencionadas querendo aproveitar de um deslize ou descuido seu.

Como evitar o golpe do boleto?

Quem utiliza um site imobiliário deve saber que o registro do seu domínio, ou seja, do endereço pelo qual todos vão poder acessar seu site, é pago anualmente. Como esse prazo é longo, é comum que a incerteza sobre a realização do pagamento exista, visto que a sua imobiliária efetua trocas financeiras todos os dias.

Também é comum que se utilizem termos mais técnicos e específicos para confundir quem está recebendo a cobrança. Uma das estratégias mais eficaz nesse golpe é o uso de um documento com aparência semelhante ao original. É importante que você tenha controle de seus serviços e, principalmente, fique atento a qualquer cobrança que chegar fora de hora.
O ‘Registro.br’ é o departamento do NIC.br responsável pelas atividades de registro e manutenção dos nomes de domínios que utilizam o ‘.br’. No site, há um alerta sobre os boletos maliciosos. Caso seu site termine com ‘.br’, saiba que o Registro.br não envia mais boletos impressos ou via postal, em nenhuma circunstância.

Esteja preparado! Se seu domínio possuir registro no departamento ‘Registro.br’ e você receber algum boleto impresso, leia atentamente e perceba que se trata de um documento falso.

Além disso, atente-se para as seguintes informações:

  • Alguma linha ou frase contendo palavras como optativo ou facultativo.
  • Erros de português ou diferenças na estrutura visual.
  • Falhas nas faixas do código de barras
  • Os três primeiros números do código devem ser iguais aos números do registro do banco (como indica a imagem).

Outro aspecto que pode ajudar você, corretor ou gestor, a ficar alerta na hora de realizar um pagamento desse tipo de boleto é o valor.

Mesmo podendo variar, pois depende do período de manutenção escolhido para seu domínio (de 1 até 10 anos), é comum que a contratação seja anual e o valor cobrado por isso fique em torno de R$ 50,00.

Veja  exemplos de boletos falsos:

boleto falso 1 boleto falso 2

O que fazer caso caia em algum golpe?

É claro que existe a probabilidade de você, gestor ou corretor de imóveis, já ter pago algum boleto bancário falso por engano. O que fazer quando isso acontece?

Bom, a primeira atitude a ser tomada é tirar cópias do documento falso e do comprovante de pagamento, levando-os até uma delegacia de polícia para registrar um boletim de ocorrência, e em seguida, entrando em contato com os responsáveis pelo serviço original.

Também existe a possibilidade de você entrar em contato com o PROCON mais próximo e registrar uma reclamação. É importante que você registre essa fraude, pois quanto maior for o número de ocorrências, mais provável que alguma providência seja tomada.

A Jetimob se preocupa com seus corretores e gestores, e é por esse motivo que alerta para que o cuidado seja intenso.

Vale sempre estar atento e preocupado com essas questões para não cair em nenhum golpe de boleto. Então, caso você receba uma fatura para pagamento, verifique sua procedência e validade antes de efetivar um pagamento.

Sempre certifique-se da existência real daquela cobrança para proceder com segurança, e não ser enganado ou pagar por serviços inexistentes e falsos.

 


Relacionados