INCC: saiba tudo sobre o principal índice de apuração dos custos da construção civil


Tempo de Leitura: 3 minutos

O INCC é um dos índices mais comuns nos financiamentos imobiliários, especialmente, quando se trata de imóveis vendidos na planta. 

Se você atua na negociação de imóveis em construção, certamente já ouviu falar sobre o INCC. Ele é utilizado por construtoras e incorporadoras como índice de reajuste nas parcelas do financiamento. 

Além disso, o INCC também é contabilizado no cálculo de um outro indicador muito importante, não só para o mercado imobiliário, mas para diversos setores da economia brasileira: o IGP-M.

Neste artigo você irá entender:

  • O que significa INCC
  • Para que serve
  • Como surgiu
  • Como ele é calculado

O que significa INCC

INCC é a sigla para Índice Nacional de Custo da Construção. Ele é um indicador econômico calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Economia (IBRE), órgão pertencente à Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Sua principal função é medir as variações de custo dos elementos base da construção civil no Brasil.

Para que serve o INCC

Como mencionado no começo deste artigo, o Índice Nacional de Custo da Construção é utilizado como índice de reajuste das parcelas de imóveis negociados ainda em construção. 

Em média, os imóveis vendidos na planta levam de 2 a 4 anos até a entrega das chaves. Logo, é bem provável que durante esse período haja um aumento no preço dos insumos necessários para execução da obra.

Por isso, para não correr o risco de atraso na entrega ou de prejuízo para a construtora, as parcelas do pagamento são ajustadas de acordo com as variações do INCC.

Além disso, se você já leu o nosso post sobre IGP-M, sabe que o INCC também compõe 10% da base de cálculo do Índice Geral de Preços – Mercado.

Como surgiu o INCC

Oficialmente, o INCC foi o primeiro índice com a finalidade de apurar os custos da construção civil no país. 

Na década de 40, mais precisamente em 1944, foi criado o Índice de Custos da Construção (ICC). Entretanto, o ICC só abrangia a cidade do Rio de Janeiro, capital federal da época.

Contudo, com o passar dos anos, houve uma larga descentralização da economia brasileira. E com a expansão da atividade econômica para as demais regiões, o índice precisou ser remodelado de modo que cobrisse outras localidades do território nacional.

E foi assim que, em 1985, surgiu o Índice Nacional de Custo de Construção. Durante o processo de reformulação do índice, o IBRE chegou a coletar dados de 20 capitais brasileiras. 

No entanto, atualmente só fazem parte da apuração as seguintes 7 cidades:

  • São Paulo
  • Rio de Janeiro
  • Salvador
  • Belo Horizonte
  • Porto Alegre
  • Brasília
  • Recife

Como o INCC é calculado?

Para calcular o INCC, o IBRE-FGV leva em consideração o preço de 3 fatores fundamentais da construção civil, sendo eles:

  • Materiais e equipamentos
  • Serviços
  • Mão de obra

Esses componentes ainda são divididos em outros três grupos. (estruturas, instalações e acabamentos).

O cálculo ocorre com base em orçamentos levantados mensalmente pela FGV contendo os custos de inúmeras construtoras das 7 cidades listadas. Levando em conta também um sistema de peso para considerar as particularidades de cada uma das regiões.


Relacionados