Topo
cheque caucao

Quais as vantagens de utilizar cheque caução como garantia imobiliária?

Você conhece o termo cheque caução? ou poupança-caução? Sabe como funcionam as garantias locatícias e qual a melhor opção para seu tipo de negócio? Hoje iremos conversar sobre cheque caução, além de conhecer os fatores que levam você a escolher esse tipo de garantia imobiliária e quais os possíveis contras desta negociação.

O ramo dos imóveis é uma área que, mesmo com todas tecnologias e evoluções digitais, ainda está cercado e tomado pela burocracia. Seja na hora de realizar o contrato de compra e venda, de encontrar fiadores, de fechar uma negociação. Um imóvel é um bem valioso, e é por isso que precisa de uma garantia significante.

Durante o processo de fechamento da negociação ou assinatura do contrato, são solicitados diversos documentos. Além dos documentos, é pedido formas de comprovar que as parcelas ou meses de aluguel serão pagos nas devidas datas.

E então que a conclusão da compra ou locação se encontra prejudicada. Principalmente, por que é difícil encontrar um determinado número de pessoas que estejam dispostas a ofereceu seu nome e seu imóvel como garantia. Na maioria das situações, acabam sendo parentes muito próximos ou ainda, amigos de longa data.

Imagine agora que você está indo morar em outro estado ou não possui contato com a sua família, como conseguir fiadores ou alguma forma de garantia de imóvel para poder efetivar a compra ou aluguel.

O cheque caução entre em cena para facilitar todo processo de segurança do pagamento dos imóveis. Ao invés de localizar dois ou três fiadores que irão se responsabilizar caso você atrase ou não realize algum pagamento, você pode investir em um investimento financeiro.

O que é um caução imobiliário e como funciona o cheque caução?

Primeiramente, para garantir que o locador não sairá no prejuízo, o locatário fornece uma determinada quantia como seguro. Existem algumas formas de proporcionar este caução, embora na maioria das vezes seja simplificado por uma simples transferência bancária ou a assinatura de um cheque.

O dono do imóvel e o locatário irão abrir uma conta conjunta, e nela, o indivíduo que está alugando a propriedade irá realizar o depósito mínimo de três meses de aluguel. Esse valor será devolvido após o término do contrato, corrigido com os juros.

No caso do cheque caução, o locatário irá assinar um cheque com finalidade específica de segurar a estadia dos próximos meses dentro do imóvel. Esse cheque só será descontado caso aconteça algum problema ou situação dentro desse período.

Diferentemente do caução comum ou poupança caução, o cheque caução possui uma segurança muito mais manual e bancária. É por esse motivo que este não é tão utilizado. Há uma preferência aqui principalmente pelo fato desta ser de fácil acesso e controle para todas as partes envolvidas.

O processo de preenchimento do cheque caução é simples. O locatário irá colocar os dados pessoais e também a data limite para o desconto. Essa será próxima ao término do contrato, garantindo que este valor esteja disponível durante todo o período de locação.

Na parte contrária, é interessante escrever que aquele cheque tem a finalidade de caução para determinado imóvel e que não poderá ser descontado antes da data inserida.

Qual a melhor opção de garantia imobiliária?

Antes de tudo, digamos que você é um administrador de imóveis. Digamos também que está buscando as melhores opções de garantias para disponibilizar para seus clientes. É importante ter noção de como será seu processo de administração dessa negociação caso aconteça algum problema. Opte pela situação mais estável e que forneça segurança para seu negócio.

É complicado quando você está iniciando na administração de imóveis e acaba se envolvendo em uma confusão causada pela sustação errada de um cheque caução. Ou ainda, pelo calote de um cliente locador que consome todo valor da conta poupança.

Se o seu negócio já está estabilizado e você possui subsídios financeiros e jurídicos suficientes, invista nas melhores e mais variadas opções de garantias. Se você estiver no início e ainda não possui estabilidade, lembre-se de trabalhar com os velhos e burocráticos fiadores. Serão eles que irão garantir segurança, tanto para sua imobiliária, como para o locador.

Conheça os contras de utilizar um cheque caução

Existem alguns contras para a utilização do cheque caução, e é importante que você tenha ciência de quais são eles. O cheque pode retornar, ser descontado antes da data por engano, ou ainda sustado em algum momento dentro do período de aluguel.

Você deve estar preparado para lidar com todos os imprevistos que naturalmente podem ocorrer com um cheque comum. A diferença aqui é que este cheque possui uma importância muito maior.

Como já mencionado anteriormente, um desses contras é a necessidade de haver o depósito de três meses de aluguel para que o proprietário possa iniciar uma ação judicial de despejo. Esse valor irá servir como indenização, caso o inquilino não tenha cometido nenhuma irregularidade.

O banco não irá conferir o que foi acordado entre as partes. Então, organize de uma forma que todas as informações necessárias estejam bem explícitas no cheque.

 

Converse com seus clientes e encontre a opção de garantia que mais se enquadra para cada perfil de negócio. Certamente, se a sua imobiliária oferecer todos os tipos de garantia e mesmo enfrentando problemas e fraquezas, priorizar o número ao invés da segurança, algo de bom não irá sobrar.

Não esqueça de fornecer um recibo do cheque caução. Além disso, lembre-se de organizar junto ao financeiro da sua imobiliária, a melhor forma de ofertar essas garantias imobiliárias. Você que irá definir qual será o nível de abertura para cada cliente.

De repente, existe um cliente que está a muito tempo dentro da sua imobiliária e este deseja utilizar cheque caução. Será mais fácil optar por esse método do que perder um cliente e prejudicar seu negócio. 

[Total: 2    Média: 3/5]