Consórcio de imóveis: tudo que você precisa saber


Tempo de Leitura: 6 minutos
Hoje em dia, as pessoas que buscam por consórcio de imóveis estão cada vez mais exigentes. E o corretor de imóveis que deseja se destacar frente aos seus concorrentes, precisa estar preparado e oferecer diferenciais que façam com que os clientes em potencial acabem escolhendo os seus serviços e não o da concorrência. Um atendimento personalizado e de qualidade, por exemplo, pode ser um bom começo para quem deseja garantir bons resultados nesse meio. E para isso, é fundamental estar com todas as informações atualizadas do mercado imobiliário na ponta da língua, afinal de contas, tirar a dúvida dos seus clientes é o mínimo que pode fazer para tentar fechar um negócio com ele. E para lhe ajudar nesse aspecto, listaremos a seguir todas as informações que um corretor de imóveis precisa saber para se tornar um profissional de excelência no mercado. Por isso, continue lendo esse post até o final e descubra:
  • O que é consórcio de imóveis
  • Como funciona o consórcio imobiliário
  • Quais bancos oferecem a opção de consórcio e quais são as taxas cobradas
  • Qual melhor consórcio de imóveis
Confira!

O que é consórcio de imóveis?

Um consórcio de imóveis nada mais é do que um grupo de pessoas que se reúnem em prol de um interesse comum, que nesse caso é adquirir um imóvel, para arrecadar uma determinada quantia durante um certo período. Se você é um corretor imobiliário que está iniciando agora nesse meio, saiba que uma das informações que pode lhe render bons frutos na sua profissão é saber sobre consórcio de imóveis. Isso porque, geralmente as pessoas chegam até as imobiliárias com esta dúvida. E se você souber como explicar de forma clara e objetiva o que é um consórcio imobiliário, com certeza ganhará pontos com seus clientes em potencial.

Como funciona o consórcio imobiliário

O consórcio de imóveis funciona da seguinte maneira: a cada mês, os participantes do consórcio contribuem com um valor específico, que é determinado conforme o valor do crédito que foi solicitado pelo grupo de consorciados, somando-se a isto a taxa de administração e em alguns casos o fundo de reserva. Como esta modalidade é formada por um grupo de pessoas, então o consorciado (a pessoa interessada em participar do consórcio) adquire a cota de consórcio, e passa a integrar este grupo. Todos os meses, até o final do consórcio, um integrante é contemplado e adquire o valor necessário para comprar o seu imóvel. Lembrando que, todos os consorciados competem em igualdade de condições em cada sorteio realizado no consórcio de imóveis. Nesse caso, também existe a possibilidade do participante do consórcio ofertar lances com o objetivo de antecipar a contemplação e assim adquirir a carta de crédito para a compra do imóvel mais rápido. Além disso, é importante que você, corretor imobiliário, saiba que nessa modalidade de aquisição imobiliária, também é possível fazer uso do FGTS para dar os lances ou então para complementar o valor da carta de crédito do consorciado.

Quais bancos oferecem a opção de consórcio e quais são as taxas cobradas?

Dentre os principais bancos que oferecem a modalidade de consórcio de imóveis hoje em dia, estão:

1. Banco do Brasil

O Banco do Brasil possui uma administradora de consórcio que oferece esta modalidade tanto para quem já faz parte da cartela de clientes do banco, quanto para quem não é correntista. É possível encontrar diferentes modalidades de consórcio de imóveis, que ficam disponíveis em qualquer agência do Banco do Brasil. Os consórcios deste banco, podem ser aplicados para adquirir imóveis urbanos, residenciais, rurais e comerciais, além de terrenos. E a taxa de administração gira em torno de 17% ao mês, com prazo de pagamento de até 180 meses. Acesse o site do Banco do Brasil e veja como contratar este serviço.

2. Bradesco

Outro banco que também disponibiliza a modalidade de consórcio de imóveis é o Bradesco. Nesse caso, o banco disponibiliza até 70% do valor para bens comerciais e 80% para os bens residenciais. No primeiro caso, o prazo para quitação é de 10 anos e o segundo de 30 anos, ambos com taxas que vão de 11% a 13% ao mês. Acesse o site do Bradesco e veja como contratar este serviço.

3. Itaú

No banco Itaú, é possível comprar uma cota de consórcio de imóveis nas próprias agências bancárias da instituição. Para grupos que já se encontram em andamento, o valor disponibilizado pelo banco é de R$120 mil, com prazo de pagamento para até 189 meses e taxa de 23% ao mês. Acesse o site do Itaú e veja como contratar este serviço.

4. Santander

O consórcio Santander, disponibiliza planos de consórcio com prazo de pagamento de até 180 meses, bem como a possibilidade de o uso do FGTS como parte do pagamento. Acesse o site do Santander e veja como contratar este serviço.

5. Caixa

A Caixa Consórcio é o setor da Caixa Econômica Federal responsável por disponibilizar a modalidade de consórcio de imóveis. Para a obtenção de cartas de crédito a partir de R$70 mil, o prazo de pagamento é de até 200 meses. Já para as cartas de crédito no valor de R$200 mil, o prazo reduz para 147 meses. A taxa de administração varia entre 13% e 17% ao mês, de acordo com o prazo estabelecido. Acesse o site da Caixa Economica Federal e veja como contratar este serviço.

Qual é melhor consórcio de imóveis?

Diante de tudo o que foi exposto até agora, fica a seguinte dúvida: qual é o melhor consórcio para indicar aos clientes de uma corretora imobiliária? Bom, a melhor resposta que um corretor de destaque deve dar é: DEPENDE! Isso porque essa escolha é bem relativa, ou seja, como os valores disponibilizados por cada banco variam, assim como os prazos de pagamento e as taxas de juros, então o consórcio mais adequado será o que vai suprir as principais necessidades e condições de pagamento do cliente. Mas em todo caso, a dica é sempre recomendar a escolha de bancos que oferecem as menores taxas e os maiores prazos de pagamento, até mesmo porque, dependendo da taxa cobrada ao mês em cada cota de consórcio de imóveis realizada, o valor total da compra do imóvel pode acabar saindo bem mais caro para o cliente do que ele imagina. E no final a sua imagem como corretor pode ficar comprometida por conta disso, uma vez que as informações não foram passadas como deveriam! Além disso, lembre sempre o cliente que ele pode e deve comparar as opções de consórcio com as opções de financiamento nos bancos para verificar qual a opção mais vantajosa para ele.

Relacionados