Topo
Benchmarking

Benchmarking imobiliário: por que você ainda não está o aplicando em seu negócio?

Para acelerar o negócio imobiliário, usamos o benchmarking. Este consiste em práticas para analisar a concorrência e as tendências de mercado imobiliário. Primeiramente, esse recurso faz parte de um sistema que se dedica a conhecer o mercado consumidor e identificar as oportunidades e dificuldades encontradas neste mercado.

Inegavelmente, seja em qualquer mercado, a comparação é o guia para a qualificação daquilo que fazemos. Tanto comparação externa e interna.

E nesse meio entra também a competição, que nada mais é do que uma melhor oferta do seu produto quando comparado ao do seu concorrente. Ou seja, é estar a frente em todas as tendências do mercado, e com isso mostrar-se a melhor opção.

Por que usar o Benchmarking Imobiliário?

Para obtermos esses parâmetros de comparação de crescimento devemos analisar o que nossos concorrentes oferecem. Não para copiar, e sim para ter como base de melhoria no seu próprio negócio. A análise da concorrência pode ajudar muito no seu planejamento de vendas e nos investimentos na empresa.

Chamamos isso de benchmarking, palavra que vem da origem inglesa “benchmark“, que significa “referência”. É possível utilizar essa estratégia para evoluir e crescer cada dia mais no mercado imobiliário.

Segundo Daychoum (2012), benchmarking é um processo gerencial permanente que requer atualização constante da coleta e análise cuidadosa daquilo que há de melhor externamente e internamente, em práticas e desempenho, para as funções de tomada de decisões e de comunicações em todos os níveis da organização.

É um processo de teste constante das ações internas em relação aos padrões externos, das práticas da indústria ou qualquer outro segmento.

Para saber mais sobre o Benchmarking e como ele pode te ajudar a crescer no mercado imobiliário, preparei um vídeo que vai lhe ajudar a entender melhor esse tipo de técnica.

O que analisar no Benchmarking Imobiliário

Pontos fortes da concorrência

É necessário avaliar os pontos fortes de sua concorrência, o que elas fazem que gera mais sucesso. Isso abrange desde posicionamento em redes sociais, até mesmo na maneira como descreve o imóvel, a escolha das fotos, e como isso dá resultado com o cliente. Lembrando, não é copiar, é usar essas informações como parâmetros.

Pense: alguns detalhes são fundamentais, leve em conta o modo como você está vendendo. Por exemplo, você compraria esse imóvel pelo modo como está a venda? Entre no site do concorrente e se pergunte a mesma coisa. É uma maneira de comparar.

Contudo, estabeleça e selecione os seus principais concorrentes que gostaria de analisar. Veja indicadores que vão ser usados para a análise e crie um comparativo de características que você acha relevante para o seu negócio.

Atendimento ao consumidor

A qualidade e a satisfação do cliente em torno de um atendimento faz uma enorme diferença. O atendimento junto com um produto bom pode prender um cliente e trazer vários novos.

A análise do atendimento do seu concorrente é fundamental. Sabendo os pontos que acerta ou erra, pode-se aplicar a sua empresa somando ótimos resultados, pois aí não se comete o mesmo erro. Assim, toma-se vantagem e chama-se a atenção dos prospectos.

Isso pode ser encontrado facilmente na internet: veja o que o cliente está falando de você e seu concorrente. As redes sociais podem ser uma grande aliada nesse meio.

Marketing

A análise desse fator deve levar em conta de como o seu negócio imobiliário prospecta clientes e como esta estruturado seu setor de marketing. Sobretudo, é interessante estudar as estratégias e práticas que eles estão usando.

Mas como mensurar isso? Veja o posicionamento online da sua concorrente. Se o seu concorrente tem um site, mensure também. Isso se resume em praticidade na hora da venda e da compra e, além disso, a importância de um site para uma imobiliária é indiscutível.

Depois de analisar esse ponto, veja como ela está comunicando a venda. Fatores como: boas descrições no imóvel, fotos de qualidade, interface, ou até mesmo um chat para contato. Tudo deve ser analisado como um ponto de diferencial.

Nesse sentido, para uma imobiliária ter uma gestão eficiente desses canais de relacionamento com o cliente, um CRM imobiliário é essencial. O CRM ajudará a não ter perda de informações do lead ao passar para o time de vendas.

A Jetimob oferece site com um CRM integrado para testar por 15 dias, não há mais desculpa para ficar atrás de seu concorrente. Afinal, investir em tecnologia e inovação é um passo inevitável para quem quer alcançar o sucesso.

Benchmarking Imobiliário com consciência

Daniela Schermann, do portal Administradores, cita que o principal erro ao fazer um benchmarking é acreditar que tudo o que a concorrência faz é bom. Não se esqueça que outras empresas também podem errar e ter ideias ruins. E, ainda mais importante, não é porque uma prática ou processo é bom para o seu concorrente que também será para você.

Primeiramente, tenha sempre em mente os objetivos que você almeja alcançar quando começa a análise. Monitore sempre as métricas que são relevantes para o seu negócio.

O objetivo principal dessa análise é aumentar seus resultados. Portanto, lembre-se: nunca copie. Cada empresa tem um método de crescer diferente, e às vezes o da empresa vizinha pode não ser o seu.

E-book Benchmarking Imobiliário

Como complemento do vídeo acima, lançamos um e-book de Benchmarking Imobiliário, para acessar basta se inscrever no formulário abaixo.

benchmarking imobiliário

 

[Total: 9    Média: 5/5]