Topo
dicas de marketing imobiliário

Marketing imobiliário: 100 dicas para corretores e imobiliárias

O marketing é, e sempre foi, parte essencial em qualquer negócio. No mercado imobiliário não é diferente. Os esforços em marketing imobiliário se refletem diariamente nas vendas de uma imobiliária ou corretor autônomo. Pensando nisso, trazemos 100 dicas de marketing imobiliário.

Estabeleça quem você é como empresa

1. Pense e defina bem como sua empresa vai agir, de todas as formas. É preciso estabelecer quem sua empresa realmente é antes de trabalhar na imagem externa dela.

2. Defina uma Missão, Visão e Valores que sejam coerentes com o que você acredita.

3. Mais do que definir esses elementos, faça com que eles sejam praticados no dia a dia da empresa. Faça com que eles se reflitam desde o contato com os clientes e proprietários até às relações internas.

4. Defina um posicionamento para sua empresa que seja coerente com tudo que você pensou para a empresa.

5. A logo é parte importante da construção da sua marca e você vai querer que ela seja feita de forma profissional.

6. Mesmo que a identidade visual seja terceirizada, tente entender os elementos que a formam. Quanto mais você entender do assunto, mais capaz será de definir o que se adequa à sua empresa e terá papel mais ativo no desenvolvimento desta identidade.

7. As cores tem papel fundamental na identificação visual do seu negócio. Entenda o que elas significam e qual representa melhor seus ideais.

8. Tenha em mente que não é apenas o aspecto visual que importa quando pensando na marca.

9. Defina um tom de voz para sua empresa. Como ela (ou você) se comunica com os clientes? É mais engraçado, mais sério?

Como você se relaciona com os clientes também define quem você é como empresa. Especialmente quando falamos de marketing imobiliário

10. A relação com seus clientes é, possivelmente, a parte mais importante do seu negócio. Nunca esqueça disso.

11. Estabeleça regras e métodos de como se relacionar com os clientes com qualidade.

12. Ofereça um atendimento atencioso para os seus possíveis compradores.

13. Faça com que eles se sintam atendidos mas não seja invasivo demais. É importante encontrar a linha entre a atenção devida e o exagero.

14. Ofereça vantagens para os proprietários que os façam valorizar seu trabalho.

15. Se certifique de que os proprietários saibam que você se importa com eles e suas propriedades. Entregue relatórios de visitas, converse sobre a reação dos compradores com relação ao preço, etc.

16. Para facilitar o contato da sua empresa com cada um destes clientes, crie personas. Uma persona é basicamente um modelo do seu cliente ideal (comprador, proprietário, ou ambos).

17. Crie quantas personas forem necessárias para atingir seu público. Contudo, tente focar cada conteúdo em apenas uma, ou no máximo duas personas.

18. Criar uma persona que represente sua marca também é uma boa ideia. Assim você consegue definir melhor seu tom de voz, a personalidade da empresa, etc.

19. Caso crie uma personalidade para a marca, certifique-se que ela aparece em tudo que a empresa faz e fala. Não adianta criar uma persona para sua marca e não respeitá-la.

20. O mais importante é manter a unidade entre todos esses elementos. Uma marca bem construída possui consistência entre todos os seus elementos e, por isso, é facilmente identificada.

Para entender tudo sobre branding e como cada detalhe influencia seu planejamento de marketing imobiliário, acesse nosso ebook  “O guia definitivo do branding imobiliário”

branding-marketing-imobiliário

Crie uma presença online sólida para alavancar seu marketing imobiliário

21. O primeiro passo quando pensando em posicionamento online é possuir um site. Isso pois no mercado imobiliário, atualmente, não se pode imaginar um negócio sem um site adequado.

22. No site, exponha seu catálogo de imóveis com informações completas e atualizadas.

23. Todos os elementos da sua empresa, incluindo o site, precisam estar de acordo com o posicionamento e a identidade visual.

24. Invista em inbound marketing. Este é um tipo de marketing também é conhecido como marketing de conteúdo. Por isso você vai precisar produzir conteúdos interessantes para atrair possíveis clientes. Isso é uma das coisas fundamentais para otimizar o seu marketing imobiliário.

25. Estude e entenda o funil de vendas, e produza conteúdo para todas as fases do funil.

26. No topo de funil, para a fase de atração, invista em um blog onde você instigue seu cliente a perceber que problema ele tem.

27. Utilize uma chamada para ação para levar o cliente até o meio do funil, onde você pode produzir conteúdo mais denso, mostrando como o cliente pode resolver seu problema.

28. No mercado imobiliário, o conteúdo de meio de funil pode ser ou uma chamada para ação, formulários ou ainda CRM’s.

29. A chamada para ação e os formulários são usados para conseguir mais informações dos clientes, como nome e email. Dessa forma se cria uma tabela de clientes.

30. Um CRM é uma boa forma de organizar a relação com essa tabela de clientes.

31. Já para o fundo do funil é possível trabalhar com emails, oferecendo oportunidades de imóveis que se adequem àquele cliente.

32. Outra opção é fazer lead pages, com imóveis selecionados para cada tipo de lead (cliente em potencial).

33. Não esqueça de pensar em formas de fidelizar seus clientes. Seja ou com campanhas publicitárias que os valorizem ou com outras formas de pós venda.

As redes sociais também são parte importante do marketing imobiliário. Contudo, podem aparecer mais como complementos do que como locais de criação de conteúdo.

34. Redes sociais são importantes mas evite usá-las para produzir conteúdo de inbound marketing. Isso porque elas são de uso “muito rápido” e não vão produzir o efeito desejado.

35. Defina quais redes sociais fazem mais sentido para seu negócio. Dependendo do tipo de imóvel que você negocia isso pode variar. Uma forma de definir isto é através das personas.

36. Caso você decida utilizar suas redes pessoais somente para divulgação de imóveis, tome alguns cuidados. Apesar de ser sua rede pessoal, nesse caso você estará usando ela de forma profissional. Portanto cuide suas postagens e o modo como conversa com seus clientes para ficarem de acordo com a identidade do seu negócio.

37. Criar uma página para seu negócio é uma boa forma de separar o pessoal do profissional.
Ou Facebook, Whatsapp, Instagram, ou Youtube são redes sociais importante nas quais você pode estar presente

38. No Facebook, foque em divulgar os conteúdos produzidos para seu blog, por exemplo.

39. A divulgação de imóveis também é possível e pode dar bons resultados no Facebook. Então, forneça links para seu site para gerar tráfego e conseguir mais clientes.

40. Use o Whatsapp. Ele já foi apontado por alguns corretores como a maior ferramenta de negócios no mercado imobiliário no momento.

É uma prática comum de marketing imobiliário fornecer o Whatsapp em placas de casa. Imobiliárias e corretores indicam que a maioria dos clientes entra em contato através da rede social.

41. Além disso, no Whatsapp, mantenha os traços comunicacionais que você já definiu, mantendo a coerência.

42. Sob o mesmo ponto de vista, aproveite o Whatsapp para manter uma relação mais próxima com seus clientes.

43. Se tiver muitos clientes e precisar otimizar o uso do Whatsapp, utilize o Whatsapp Business.

44. No Instagram, utilize uma conta comercial. Ela vai te oferecer estatísticas que devem ajudar, e muito, no seu dia a dia na rede social.

45. Utilize os stories do Intagram para criar conteúdo que engaje o público.

46. Faça um planejamento de postagens. Afinal, manter a constância das postagens vai fazer com que seu engajamento aumente.

47. Utilize o Youtube a seu favor. Vídeos sobre vizinhanças ou tipos de casas se mostram populares entre compradores de imóveis.

48. As lives do Instagram e do Facebook vêm se mostrando como uma forma interessante de recriar a experiência da visita. Elas são mais interativas do que vídeos normais e por isso costumam agradar os clientes.

49. Use o Google Analytics para analisar os resultados do seu blog e do seu site. Assim, você poderá estabelecer estratégias para conseguir mais tráfego em ambos.

50. Construa contatos no Linkedin. Apesar de não ser a rede social mais popular para fechar negócios no mercado imobiliário, ainda é uma possibilidade.

51. Use o Twitter para engajar seus clientes com os seus conteúdos de blog.

52. Além disso, não esqueça de descrever o imóvel em seu site com detalhes. Uma descrição pode fazer a diferença no momento de fechar o negócio.

Acesse nosso ebook “O guia do posicionamento online para o mercado imobiliário” para ter acesso à dicas práticas de marketing imobiliário no meio digital.

posicionamento-online-marketing-imobiliário

Apresentando seu imóvel

53. Produza imagens de qualidade para seus imóveis, pois elas serão seu cartão de visitas

54. Faça com que suas fotos mostrem bem não apenas os cômodos,  como também a vista e até mesmo a vizinhança do imóvel. Imagens de qualidade certamente inspiram confiança.

55. Ainda que as fotos da vizinhança sejam interessantes, não as ponha como imagem principal em um anúncio.

56. Invista em imagens aéreas do imóvel, visto que esse tipo de imagem tem se mostrado popular entre os compradores.

57. Quando tirando fotos de interiores, cuide a organização e limpeza. Se acaso o imóvel estiver desocupado, certifique-se de que ele está limpo e apresentável. Se acaso estiver ocupado converse com o proprietário sobre a possibilidade de organizar os ambientes.

58. Quando fotografando lotes ou terrenos, destaque a geografia do imóvel.

59. Selecione apenas as fotos bonitas. Afinal, muito melhor você postar poucas fotos que valorizem o imóvel do que muitas que o desvalorizam.

60. Independente da qualidade da foto, edite-a. A edição pode ser mínima, mas há sempre melhorias que podem ser feitas na iluminação da foto, por exemplo.

61. Quando editando, evite exageros. A edição deve servir como uma forma de melhorar a qualidade da foto, não de transformá-la em uma imagem irreal do imóvel.

62. Utilize o software que melhor se adeque ao seu dia a dia. Se você tem facilidade em utilizar um software mais complexo, ótimo. Mas se não tem, escolha algo simples que não vá lhe tomar mais tempo que o necessário.

63. Por fim, caso seja financeiramente válido, invista em tours 360 e outros métodos mais interativos de apresentar seu imóvel.

Melhore sua posição nos mecanismos de pesquisa

64. Escolha palavras chaves adequadas com a ajuda do Google Keyword Planner.

65. Utilize as palavras chaves escolhidas em locais estratégicos do seu site. Mas, acima de tudo, é importante manter a coerência nos conteúdos.

67. Construa URLs amigáveis para seus links.

68. Escolha um nome chamativo – e que inclua uma das palavras chaves escolhidas.

69. Escreva uma descrição adequada para seus conteúdos, para aparecer no Google.

70. Renomeie as imagens de acordo com a palavra chave principal da página onde ela se encontra.

71. Ainda na imagem, a opção “Alt tag” precisa ser nomeada também de acordo com a palavra chave.

72. Faça linkagens internas em suas páginas, oferecendo links de uma página para outra dentro do seu próprio site ou blog.

73. Utilize ferramentas como o xml – sitemaps para criar um mapa do seu site.

74. Garanta que suas páginas são responsivas, ou seja, se adaptam aos mais diversos dispositivos.

75. Faça parcerias com outros sites e blogs para conseguir backlinks. Os backlinks são linkagens às suas páginas a partir de outra páginas. Essa é uma prática que melhora muito suas posições no Google.

76. Pode parecer óbvio mas capriche no conteúdo. Um conteúdo de qualidade vai gerar acessos mais longos às suas páginas.

77. Compartilhamentos em redes sociais também melhoram suas posições no Google.

78. Faça um cadastro no Google Meu Negócio para ser mais facilmente encontrado no Google.

79. Invista em uma página de dúvidas frequentes. Dessa forma, você conseguirá melhores resultados quando forem realizadas perguntas por voz no Google.

80. Por fim, utilize o Google Search Console para saber como o Google está interpretando suas páginas.

Em nosso ebook sobre SEO, você vê exemplos práticos de marketing imobiliário relacionados a como melhorar seu posicionamento nas pesquisas do Google.

seo-marketing-imobiliário

Aprimore o seu marketing imobiliário observando os concorrentes

81. O primeiro passo é planejar seu benchmarking, ou seja, a pesquisa de mercado. Defina quem será analisado e como será analisado.

82. Observe empresas imobiliárias que estão no mesmo nicho que o seu. O que elas fazem de melhor? O que elas fazem de errado?

83. Observe empresas de outros setores para encontrar fatores que possam se aplicar no seu caso específico.

84. Além disso, é possível estabelecer algum método cooperativo, trocando informações com alguma outra empresa (talvez alguma que seja de um mercado distante do seu).

85. Analise também os consumidores dos concorrentes. A reação deles com relação aos serviços oferecidos por outra imobiliária ou corretor podem ser vantajosas para aprimorar o seu atendimento.

86. Defina indicadores para facilitar a comparação.

87. Trace objetivos e ações baseadas nas comparações. De nada adianta realizar estas comparações e não aplicá-las em seu negócio.

88. Olhe para dentro. Os acertos e erros dentro do seu próprio negócio também vão ajudá-lo a se aprimorar.

89. Faça benchmarking nas redes sociais consigo mesmo. Olhe para sua própria página e entenda como você já melhorou e como pode melhorar mais.

90. Ainda nas redes sociais, você também pode se inspirar em páginas maiores para entender o que funciona ou não na rede social.

Para entender melhor os conceitos por trás e como realizar um benchmarking completo e eficiente para aprimorar o seu marketing imobiliário, acesse nosso ebook “Benchmarking Imobiliário”.

benchmarking-marketing-imobiliárrio

Seu marketing pessoal influencia no marketing imobiliário

91. Cuide do seu visual. Você não precisa ser uma pessoa que se preocupa muito com roupas nem nada do tipo. Contudo, garanta que o modo como você se veste e se apresenta para seus funcionários demonstra profissionalismo. Também é importante ter em mente que a “vestimenta adequada” muda dependendo do seu cliente, seu nicho de mercado, etc.

92. Estude e entenda linguagem corpora. Por mais simples que seja, isso vai te ajudar a passar mais confiança para seus clientes. Além disso, isso também vai te ajudar a entender melhor as reações deles.

93. Seja simpático e acessível. Sempre! Os clientes são sua prioridade e merecem o melhor tratamento possível.

94. Conheça seu cliente, os sonhos e vontades dele e também suas limitações. Quanto mais você se esforçar para conhecer seu cliente, mais confiança você irá passar.

95. Entenda o mercado. Mostrar-se como um profissional atualizado dará credibilidade para você e seu negócio.

96. Seja pontual, tanto em reuniões quanto em visitas.

97. Seja proativo. Partindo do ponto que você está se esforçando para conhecer seu cliente, faça algo com esse conhecimento. Além disso, dê sugestões antes dele pedir ou indicações adequadas que ele não pensaria sozinho.

98. Não seja cabeça dura, a vontade do cliente vêm em primeiro lugar. Mais vale se adaptar à um cliente que “vive mudando de ideia” do que brigar com ele.

99. Por outro lado, se o cliente vai se prejudicar, você pode e deve discordar dele. Faça isso com cuidado, mostrando seus pontos sem ofender.

100. Por fim, não esqueça de que tudo isso precisa ser documentado. Só assim você poderá avaliar quais estratégia funcionaram , ou não. Assim você também será capaz de estabelecer novas estratégias quando necessário.

Dicas que vão aprimorar seu marketing imobiliário

Assim, seguindo essas dicas e estudando mais a fundo sobre esses assuntos você melhora, e muito, seus resultados com marketing imobiliário. Além disso, é importante planejar suas ações antes de tomá-las.

Selecione quais dicas melhor se encaixam na realidade da sua empresa. O marketing imobiliário tem mais a ver com consistência, coerência e dedicação do que qualquer outra coisa. Portanto, com isso em mente, você deve melhorar seu marketing imobiliário e aumentar suas vendas.

[Total: 4    Média: 5/5]