Topo
feeling-no-mercado-imobiliário

Feeling no mercado imobiliário

Em 2018 o presidente do CRECI – RS, Márcio Bins Ely, afirmou que “o mercado imobiliário é orientado pelo feeling do corretor. Ainda que preparo e planejamento sejam igualmente necessários, a frase não deixa de retratar uma verdade. O feeling é extremamente importante quando falamos em vendas e negócios. Nesse post vamos falar sobre o que é e como se aplica o feeling no mercado imobiliário.

Primeiro precisamos entender o significado da expressão em si, caso você ainda não saiba.

O feeling no dia a dia

Feeling é uma palavra da língua inglesa que significa “sentimento”. Contudo, podemos entendê-la como um “pressentimento”.

Isso se aplica, só para tomarmos alguns exemplos:

  • Quando você decide que roupa vai usar para uma entrevista importante;
  • Quando você decide em que direção seguir quando não tem um mapa;
  • Quando você escolhe um lanche em um lugar que você não conhece

No geral, ele vai ser necessário sempre que você tiver que tomar uma decisão, importante ou não. Porém, o papel que ele vai desempenhar pode ser maior ou menor no seu dia a dia, dependendo do seu modo de operar.

Claro que esses exemplos dizem respeito ao feeling em um contexto mais genérico, mas esse é um conceito que se aplica facilmente ao mundo dos negócios. Mais que isso esse é um conceito que se aplica ao mercado imobiliário.

O feeling no mercado imobiliário

Podemos pensar agora em alguns exemplos desse conceito no nosso mercado. O feeling no mercado imobiliário pode se fazer útil, entre outros casos:

  • Quando você precisa decidir a hora certa de abordar um cliente;
  • Quando você está selecionando imóveis para um cliente;
  • Quando você está criando um anúncio e precisa decidir que características do imóvel irá destacar;

O feeling vêm, comumente, da experiência. Conforme o/a corretor/a de imóveis ou gerente de imobiliária estuda, trabalha e se qualifica, vai aprendendo mais sobre as dinâmicas do mercado e da profissão. Com esse aprendizado, ele se sente mais confiante tomando decisões com sua intuição.

Chamamos isso de decisões tomadas pelo feeling. Essas decisões, por serem pautadas na experiência, acabam frequentemente trazendo resultados positivos.

Contudo, a realidade nos confronta com um fato que contesta o feeling: o mercado imobiliário está em constante mudança.

As mudanças e o feeling no mercado imobiliário

Esse sempre foi um mercado com muitas mudanças, mas é nesse século que estamos vendo uma verdadeira revolução. Pode até estar ficando repetitivo falarmos sobre tecnologia em nosso blog, no youtube, emails e em todo lugar. Mas é inegável que a internet revolucionou o mercado imobiliário.

Não só as dinâmicas com que os negócios são realizados se alteram como as formas de se expôr os imóveis e até de assinar contratos. Com todas essas mudanças, acabamos nos deparando com muitas situações em que o feeling propriamente dito deve dar lugar a uma pesquisa mais detalhada.

É preciso compreender como as pessoas se comportam na internet, como elas consomem as suas propagandas e se relacionam com os imóveis que você divulga.

Claro que isso não quer dizer que sua experiência não vai valer de nada. E é aí que a frase de Ely se mostra mais verdadeira.

Associando o feeling no mercado imobiliário a dados palpáveis

O feeling é extremamente importante no dia do corretor de imóveis, do dono de imobiliária ou qualquer pessoa que atue nesse mercado. Ele reflete a experiência do profissional.

A sua experiência vai fazer com que você tenha mais prática, facilidade e tato ao tratar com seus clientes. Além disso, vai te fazer, também, saber analisar mais rapidamente momentos do mercado, momentos de compra, etc.

Mas para existir como uma imobiliária digital é preciso associá-la a dados concretos. Entender como seus clientes agem na internet, através de números, é uma possibilidade viável, além de necessário.

Aproveitando ao máximo o digital

Algumas linhas de ação no online trarão resultados mais visíveis que outras. Porém, de forma geral, tudo que você produz na internet trará resultados mensuráveis.

Hoje, como trabalhamos com imobiliárias que associam o físico com o digital, é importante também associar esses resultados ao feeling.

Tomar decisões completamente baseadas na sua experiência tornou-se não apenas desnecessário, como perigoso. Sua experiência pode não cobrir todas as mudanças que acontecem, diariamente, na internet.

Algumas dessas formas mensuráveis são:

1. Usando o Google e o Facebook Ads

Ambas as ferramentas vão te permitir atingir públicos específicos na internet. Mais que isso, elas vão te trazer resultados nos quais você poderá se basear para as próximas campanhas, até que consiga executá-las quase que completamente baseado no seu feeling.

Aparecer “magicamente” para pessoas que já pesquisaram seus imóveis também é uma estratégia que se encaixa nessa ideia. No vídeo a seguir você entende como executar essa tática através do Facebook ADS:

2. Criando um blog imobiliário

Criar um blog também é uma atividade que vai exigir do seu feeling no mercado imobiliário. O feeling aqui vai se refletir muito mais no início: quando você estiver escolhendo temas e assuntos que considera relevantes para seus clientes, analisando o mercado, etc.

Contudo, novamente, o feeling vai vir associado a dados mensuráveis. A sua definição de assuntos terá sim muito feeling, mas também deve ser pautada na pesquisa de palavras chave. Para entender mais sobre a criação de blogs imobiliários, você pode acessar o nosso ebook gratuito sobre o assunto.

 

3. Criando estratégias únicas e focadas

Criar estratégias de divulgação únicas e que atinjam clientes específicos também é uma ótima forma de associar o seu feeling no mercado imobiliário à práticas mensuráveis.

Umas dessas práticas é a criação de campanhas para públicos específicos, que eu explico melhor no vídeo abaixo:

Por fim, é importante a existência do feeling no mercado imobiliário. Mais importante ainda, é saber equilibrá-lo com dados e atitudes mensuráveis. O lugar onde isso se mostra mais necessário é no mundo digital.

Para que seu negócio possa se transformar completamente em uma imobiliária digital, você precisa associar sua experiência profissional com dados e números que comprovem o que funciona e atinge as pessoas. Só assim você conseguirá evoluir seu negócio e atingir cada vez mais clientes.

[Total: 2    Média: 5/5]