Se você já possui experiência no ramo imobiliário, deseja começar o próprio negócio e quer descobrir como abrir uma imobiliária, então veio ao lugar certo. Agora pode ser o momento ideal de empreender, aproveitando um mercado que está aquecido.

A redução na taxa básica de juros e a melhoria nas condições de financiamento estão atraindo a atenção dos investidores para o mercado imobiliário brasileiro.

E todo esse cenário de otimismo tem contagiado muitos corretores ao redor do país, interessados em dar um passo à frente na carreira e montar a sua própria imobiliária.

Por isso, neste post eu vou te mostrar tudo o que você precisa saber para montar uma imobiliária de sucesso a partir do zero.

Documentos necessários para abrir uma imobiliária

Da imobiliária até a padaria da esquina, qualquer empresa que atue legalmente no Brasil precisa estar regularizada conforme a legislação do país.

Conseguir toda a documentação necessária para abrir uma imobiliária pode demorar alguns dias, senão meses. Portanto, elabore um planejamento com antecedência e, se possível, tenha um contador para te assessorar com a parte burocrática.

CRECI Jurídico

Para exercer a profissão de corretor de imóveis, seja autônomo ou vinculado a uma imobiliária, é necessário tirar o CRECI na sua região. 

Porém, para abrir uma imobiliária própria, é necessário que pelo menos um dos sócios possua o CRECI jurídico. Esse será o representante legal e responderá por todos os atos da empresa.

CNPJ

Como toda empresa, para abrir uma imobiliária também é necessário ter um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). Esse documento será o cadastro da sua empresa no Ministério da Fazenda e Receita Federal.

Inscrição Estadual

O estabelecimento da sua imobiliária precisa ser registrado para que a cidade tenha controle de quantos comerciantes tem e para cobrar os devidos impostos.

Contrato Social

O Contrato Social é um documento que contém o nome registrado, o capital inicial, os nomes dos donos, o que cada um faz e o acordo firmado entre eles.

Esse contrato deve ser registrado na Junta Comercial, na Receita Federal, na Prefeitura da sua cidade e no CRECI.

Alvará da prefeitura

Para que sua empresa esteja funcionando legalmente na cidade, é necessário ter um alvará da prefeitura. Todavia, além do contrato social e do cartão CNPJ, para solicitar a emissão do seu alvará de funcionamento, é preciso ter em mãos:

  • Cópia do recibo de quitação do IPTU;
  • Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndios (APPCI);
  • Planta do Imóvel com o Habite-se.

Elabore um plano de negócios antes de abrir a imobiliária

Planejamento é a chave de qualquer iniciativa empreendedora. Por isso, antes de sair correndo atrás da documentação para abrir a sua imobiliária, é essencial que você elabore o plano de negócios da sua empresa.

Desse modo, você pode entender como vai funcionar a sua imobiliária, estabelecer metas e jeitos de cumpri-las, evitar erros comuns na abertura, além de ter um guia para essa nova e tão importante etapa.

Ao elaborar o seu plano de negócios, certifique-se de:

Definir missão, visão e valores

Quais são as motivações da sua imobiliária?

O primeiro passo na criação do plano de negócios é definir a missão, visão e valores da sua imobiliária. Qual é o propósito da sua empresa? Quais são os planos para o futuro? Que valores deseja transmitir?

Esses questionamentos servirão de base para a atuação da sua imobiliária. Os aspectos missão, visão e valores devem estar claros tanto para os membros da equipe, quanto para os seus clientes. 

Em resumo, qualquer pessoa que de alguma forma esteja relacionada com a sua empresa, deve conhecer todas essas características que permeiam o funcionamento do negócio.

Analisar a situação do mercado imobiliário no país

Agora é o momento ideal para você abrir uma imobiliária? 

Estude o cenário econômico do país, entenda como estão os índices de investimentos para o setor, analise as taxas de juros ofertadas pelas credoras. 

Independentemente da proposta do negócio, se for aberto no momento errado, as chances de fracasso disparam. 

Portanto, é necessário entender o contexto atual do mercado imobiliário, não só no país como um todo, mas principalmente no local de atuação da sua imobiliária.

Mapear concorrência e possíveis clientes

Quais são as principais ameaças e oportunidades da sua imobiliária?

Se você já atuou como corretor na região, provavelmente já conhece bem que tipo de imóveis os clientes mais buscam, onde surgem as melhores oportunidades, e quem está disputando elas com você.

Ponha no plano onde estão localizados os seus concorrentes. Quantas imobiliárias existem na região? Quais delas atuam nos mesmos bairros que você?

Também é importante saber quais serviços cada uma delas oferta. Se são especializadas, por exemplo, em compra e venda, locação, imóveis de alto padrão ou trabalham de forma mais ampla. 

Com uma análise detalhada da concorrência você poderá identificar oportunidades pouco exploradas e definir em qual nicho do mercado a sua imobiliária terá mais chances de sucesso.

Examinar a viabilidade financeira do negócio

Você tem capital suficiente para investir?

Nenhum negócio nasce dando lucros. Você precisará pagar, por exemplo, toda a documentação de abertura e regularização da empresa, comprar móveis, equipamentos, contratar equipe e fazer a assinatura de planos dos softwares de CRM e gestão de locação.

Ou seja, abrir uma empresa tem custos, e levarão alguns meses até que os dividendos da sua imobiliária sejam suficientes para cobrir todos os gastos iniciais.

Arquitetar a estrutura operacional

Qual é o modelo de negócio da sua imobiliária?

Nessa etapa você irá descrever minuciosamente o método de trabalho da sua imobiliária. Se será especializada em algum serviço ou vai atuar de maneira mais abrangente, quantos corretores você terá na equipe, quais equipamentos serão utilizados.

Comunicação e Marketing

De que forma você irá promover a sua imobiliária?

O marketing é um dos pilares fundamentais de qualquer organização. Se você está lendo esse post agora, é graças a uma estratégia de comunicação muito bem elaborada. 

Portanto, para a sua imobiliária alcançar um patamar elevado e se destacar no mercado, é imprescindível que seja estruturado um plano estratégico de marketing

A técnica adotada vai depender de todos os outros fatores que você definiu anteriormente no seu plano de neǵocios. Para desenvolver um planejamento de comunicação, é importante conhecer bem o seu público de interesse e de que forma eles se relacionam com o mercado imobiliário.

Construir um branding imobiliário poderoso é fundamental para fortalecer os valores da sua marca diante do público.

CRM-imobiliário

Abrir uma imobiliária física ou digital?

Não dá para negar que o setor imobiliário foi um dos últimos a abraçar as inovações tecnológicas. Até hoje ainda é muito comum imobiliárias funcionarem de maneira completamente analógica, utilizando os mesmos métodos de décadas passadas.

Mas como diz o ditado popular: “antes tarde do que nunca”. Apesar de um relativo atraso, a tecnologia já faz parte da rotina de muitas empresas do mercado imobiliário.

Prova disso são as imobiliárias digitais, que otimizaram uma série de processos burocráticos e estão conquistando cada vez mais espaço no mercado. Elas operam somente através da internet, sem uma sede física, o que representa uma economia em boa parte das despesas no final do mês.

Entretanto, o modelo tradicional ainda proporciona resultados satisfatórios no mercado imobiliário. Cabe a você, após elaborar o plano de negócios, identificar as necessidades do seu público principal. 

Por exemplo, para jovens que vão cursar uma faculdade em outro estado e querem alugar um apartamento, a praticidade oferecida por uma imobiliária digital será extremamente valorizada nesse momento.

Mas para uma família recém formada, que deseja comprar a primeira casa própria, o contato mais pessoal com o corretor, o auxílio na hora de escolher a moradia ideal, a visita aos imóveis, tem muito mais valor. E nesse ponto ter uma imobiliária física leva vantagem.

Abrir uma imobiliária física também exige inovação

No último tópico eu falei um pouco sobre as diferenças entre abrir uma imobiliária física e uma digital. Mas é válido ressaltar que optar por montar uma imobiliária no modelo mais tradicional, não significa que você terá de utilizar os mesmos métodos de gestão das décadas passadas.

A digitalização dos processos é uma tendência forte do setor imobiliário e estar atento a isso lhe dará muito mais condições de sobressair no mercado frente aos demais concorrentes.

Uma fatia significativa do dia a dia de uma imobiliária é consumido por atividades burocráticas e que muitas vezes tornam-se repetitivas. 

Por isso, considere utilizar um software que possa automatizar esses processos mais demorados e trabalhosos. Assim, sua equipe terá mais tempo para se dedicar à captação de imóveis e a prospecção de novos clientes, por exemplo.

Além disso, existem outros recursos que estão sendo bastante explorados pelos players de destaque do mercado imobiliário. Hoje em dia já é possível realizar um tour virtual pelos imóveis apenas acessando o site da imobiliária.

A implementação de assinaturas eletrônicas em contratos digitais também apontam os novos caminhos do mercado imobiliário, minimizando a burocracia e otimizando processos.

Não dá para falar em inovação sem citar as inúmeras estratégias de marketing digital disponíveis. Quem já acompanha o nosso blog a algum tempo sabe a importância de estabelecer um posicionamento online efetivo na internet.

As redes sociais são
ferramentas indispensáveis para qualquer imobiliária. Saber aproveitar cada uma delas da melhor forma, definitivamente, pode impulsionar a sua empresa direto para o topo do mercado.

CTA-posicionamento-online

Dicas fundamentais para o gestor imobiliário

A vontade de empreender é característica de pessoas com coragem para assumir novos desafios e capacidade de enxergar grandes oportunidades onde a maioria não vê. Se você está projetando abrir uma imobiliária, certamente já possui bastante experiência nesse mercado e agora busca atingir um outro patamar na carreira. 

Quais foram as maiores lições que você tirou dos últimos lugares onde atuou? Cabe a você tirar proveito de todo esse know-how para desempenhar uma gestão eficiente e responsável.

Todo gestor também precisa estabelecer uma boa rede de conexões. Com o networking, outros profissionais da área podem te manter atualizados sobre suas vivências empresariais, novas tendências do mercado. É claro que tudo isso serve de aprendizado para que você consiga melhorar cada vez mais a gestão da sua imobiliária.

A qualidade do serviço define uma imobiliária de sucesso

E por último, nunca esqueça que o serviço prestado ao cliente deve ser o foco principal da sua imobiliária. Não adianta absolutamente nada regularizar toda a documentação, montar um plano de negócios perfeito, construir um networking impecável, se o atendimento ao cliente não for de qualidade.

O sucesso da sua imobiliária depende diretamente da satisfação dos clientes durante a negociação. Logo, definir a excelência do serviço como prioridade é a melhor estratégia para alavancar a performance da sua empresa.

[Total: 4   Average: 4.8/5]