Corretor de imóveis, por que um coworking?


Tempo de Leitura: 6 minutos

O coworking é um método de trabalho diferenciado. Nele você divide um espaço profissional com pessoas de diversas áreas. É um local colaborativo onde você, como corretor, tem a oportunidade de se desenvolver profissionalmente. Seu maior diferencial com relação ao home office é o ambiente profissional.

Longe das distrações de casa, no coworking você encontra um ambiente inspirador e estimulante. Um local de trabalho que vai além da arquitetura bonita. Nele você encontra pessoas interessantes e com bagagem que vão acrescentar muito na sua experiência. Você faz contatos e aumenta sua lista de networking de uma maneira profissional e natural. As pessoas se ajudam e colaboram umas com as outras no desenvolvimento profissional.

Coworking x Imobiliária

Algumas diferenças do home working para uma imobiliária, por exemplo, são aquelas que existiriam com qualquer escritório:

  • Mesma mesa;
  • Mesma equipe;
  • Mesmo horário;
  • Mesmo problemas;
  • Mesmas soluções;
  • Mesmo local para registrar a chegada e saída.

No coworking existe uma maior flexibilidade no seu dia a dia:

  • Estação de trabalho fixa ou não. Você escolhe.
  • Sua equipe pode trabalho junto de você, ou não. Além disso tem os demais coworkers. Você escolhe com quem trabalhar, trocar experiências, fazer networking.
  • Seu horário é completamente livre, faça o seu e não se preocupe com os demais adeptos ao escritório compartilhado, é bem provável que alguém resolva fazer home office, ir para um cliente ou simplesmente mudar sua mesa de trabalho para arejar. Você escolhe.
  • Seus problemas provavelmente serão recorrentes, mas nos coworkings você senta ao lado de uma pessoa com problemas completamente diferentes dos seus, ou não. Aí que surge a oportunidade de trocarem experiências e se ajudarem, afinal o problema do outro é sempre menor que o nosso. Mas se quiser focar só no seu, tudo bem, você escolhe!
  • Se para cada problema, uma solução, pois bem, os coworkings oferecem a possibilidade de levantar do seu lugar, trocar uma ideia com o profissional de uma empresa completamente diferente, e sair desta “pausa para cafezinho” com uma bagagem de informações que nenhuma instituição de ensino lhe proporciona.
  • Já falamos sobre o tempo, né? Pois é, vale reforçar: nos coworkings cada um é dono das próprias horas, dias, semanas, meses.

Contudo, como trabalhar como corretor autônomo não é a prioridade, ou vontade de todos os corretores, analise a seguir se essa opção é pra você. É importante entender que esta análise precisa ser feita antes de tomar um passo na direção deste método.

Coworking é pra você?

Se você já se decidiu por trabalhar de forma autônoma, ou já trabalha há algum tempo, uma dúvida importante pode surgir. No que o coworking se diferencia do home office?

Redução de despesas

No coworking as despesas são compartilhadas entre todos. Ou seja, fazendo uma analogia, é como universitários dividindo apartamento com outros universitários. Além de possuir companhia no espaço de trabalho, as despesas são divididas entre todos, tornando essa experiência mais rentável. Você economiza enquanto utiliza um espaço empresarial de qualidade.

Convivência diferenciada

Convivendo com pessoas de diversas áreas, você cria contatos com pessoas de áreas que você talvez não tivesse acesso. Esta inclusive pode ser o grande diferencial do coworking para um corretor.

Digamos que no seu coworking você conviva com um advogado e um publicitário. Com a convivência você pode facilmente virar o “corretor de confiança” destas pessoas e ser recomendação entre eles, seus clientes e conhecidos.

Mercado de trabalho

No coworking você entende melhor como está o mercado de trabalho. Com seus colegas de escritório vindos de diferentes campos de trabalho você tem acesso a novidades e insights do mundo empresarial que não teria de outra forma.

Isso está intimamente ligado ao que acabamos de citar. Interagir com outros coworkers pode te abrir novas portas e expandir seu leque de contatos em diversas áreas, formando uma verdadeira rede. É importante estar atento às oportunidades e aberto a novas experiências, ok?

Estrutura física

A estrutura física oferecida pelo coworking, além de ter seus valores compartilhados, tende a ser de ótima qualidade. Esses espaços físicos, geralmente, contam com internet wireless, sistema de telefonia, arquitetura moderna e confortável, serviços de limpeza, etc. São várias as condições que mantêm o ambiente agradável para obter um bom uso.

Portanto, se você quer economizar dinheiro e conviver em um ambiente onde a concentração e foco certamente serão maiores do que na sua casa: check! Mais um ponto positivo do coworking.

Alguns espaços de coworking, inclusive, disponibilizam espaços/salas para que sejam feitas reuniões. Por exemplo: “moro no Rio Grande do Sul e terei uma reunião com o Diretor de Marketing de uma empresa em São Paulo, onde podemos nos encontrar?”. Uma sala de reunião em um escritório de coworking é uma boa opção, visto que este espaço já oferece todo o necessário (e cafézinho!).

Tome sua decisão

Quando se pensa em um coworking é comum pensar em palavras positivas. Criatividade, modernidade, flexibilidade, conforto, rentabilidade, enfim. O que não faltam são motivos para se tornar um coworker. Seja com o cargo que tiver, tudo é uma questão de mudar suas perspectivas, se permitir enxergar os mesmos problemas e soluções, porém de outro ângulo.

Não deixe de estudar se este é realmente o melhor para você. É claro que a opção é quase que ideal para empreendedores que buscam por colaboração e rentabilidade. Mas, sobretudo, estude bem a situação e se este é realmente o melhor caminho.

Se este for o caso, procure um coworking relevante, faça o teste e descubra se este específico lhe agrada. Tudo dando certo, é hora de se jogar nas oportunidades, por que elas virão.

* Por Bárbara Santos da Plataforma de Coworking BeerOrCoffee!


Relacionados