Saiba o que são proptechs e como elas estão transformando o mercado imobiliário


Tempo de Leitura: 8 minutos

Property Technology (tecnologia de propriedades, traduzindo literalmente) é um termo que você talvez já conheça, mas na sua versão resumida: proptech.

O que é Proptech?

O termo proptech (ou até real-estate technology) é utilizado para se referir a empresas focadas em trazer soluções tecnológicas para o mercado imobiliário.

E é sobre esses empreendimentos que vamos falar nesse texto.

  1. O quanto do crescimento das proptechs é reflexo ou vai refletir no mercado imobiliário? 
  2. Quais são os nomes mais proeminentes desse nicho?
  3. Como esses nomes estão mudando o mercado imobiliário?
  4. Que lições podemos tirar dessas empresas?

O quanto do crescimento das proptechs é reflexo ou vai refletir no mercado imobiliário?

A tecnologia como um todo se tornou parte essencial de quase todas as áreas imagináveis. 

E o mercado imobiliário não ficou de fora. Com a transição gradual das negociações de imóveis para o virtual, novas demandas foram surgindo. 

Muitas startups surgiram com a intenção de suprir essas necessidades. 

Algumas dessas demandas são óbvias e dizem respeito “simplesmente” à digitalização por si só. Porém algumas proptechs identificaram lacunas no mercado que poderiam ser exploradas.

Em ambos os casos, quem geralmente sai ganhando é o usuário final. E as imobiliárias e corretores de imóveis tradicionais precisam correr atrás do prejuízo.

Mas isso não significa que ninguém esteja fora da corrida.

O crescimento das proptechs é reflexo do próprio mercado imobiliário

Essa frase é verdadeira a partir do momento que pensamos no cenário atual e no passado recente do nosso mercado.

O avanço das proptechs explicitou a necessidade de se posicionar com força no digital. Mas mais que isso, ela se aproveitou dessa demanda.

Há pelo menos uma década assistimos às mais diversas áreas de atuação migrando para o mundo online. Ao mesmo tempo, o mercado imobiliário resistia a esses avanços.

As proptechs certamente se beneficiaram disso.

De olho em um público cada vez mais propenso a negociações online, essas startups encontraram um terreno fértil e pouco explorado para desenvolver suas marcas.

O crescimento das proptechs reflete no mercado imobiliário

Da mesma forma, vemos que a resistência diminui (E MUITO!).

Boa parte das imobiliárias e corretores de imóveis “tradicionais” está fazendo o possível para digitalizar seus processos.

E nessa digitalização vemos que a proposta de muitas proptechs não é muito distante do trabalho que já era feito no mercado imobiliário.

Essas empresas trabalham, no seu cerne, com negociação de imóveis, ofertas de crédito imobiliário e outras tantas tarefas que já existiam muito antes delas surgirem.

Podemos presumir, então, que é tudo uma questão de digitalização.

Claro que uma imobiliária pequena não terá os aportes bilionários de um Quinto Andar, por exemplo. Mas ainda assim, é possível se estabelecer com eficiência no digital.

Com suas devidas proporções, claro.

Quais são as principais proptechs do momento?

Elencar as principais proptechs do momento é uma grande responsabilidade. 

Ao invés disso, então, vamos falar brevemente sobre 3 proptechs e seus impactos no mercado imobiliário.

Yuca

Começando pela Yuca, temos aqui um dos modelos mais interessantes entre as empresas que vamos falar.

A startup é focada no modelo de coliving, ou moradia dividida. 

Nas palavras da própria empresa, alugar imóveis em regiões privilegiadas é caro e muitas pessoas acabam buscando por opções não tão vantajosas.

O que a Yuca oferece é esse aluguel de imóveis bem localizados por um valor atraente, com apenas um porém: você vai dividir as áreas comuns do apartamento.

Para muita gente essa ideia não deve agradar muito, mas não foram poucas as pessoas que compraram a ideia. O último aporte da empresa foi de U$10 mi de dólares.

Loft

Assim como a Yuca, a Loft começou suas operações reformando apartamentos, porém ao invés de alugá-los, a startup os vendia.

Sempre mantendo o máximo possível das negociações no digital.

Contudo, com o passar do tempo, o foco da empresa vem mudando. Deixando as reformas para trás, a Loft entrou de cabeça na digitalização da venda de imóveis.

Não muito diferente da próxima proptech que vamos falar, a área que mais cresce na empresa é a de negociação de imóveis de terceiros.

No frigir dos ovos, a Loft nada mais é do que uma imobiliária 100% digital — recebendo aportes de até meio bilhão de dólares por isso.

Quinto Andar

Por fim, temos a Quinto Andar, que é conhecida pelo seu aluguel fácil e digital.

Aqui estamos falando de uma empresa que recebeu aportes bilionários oferecendo um serviço que, de certa forma, é semelhante ao das imobiliária tradicionais.

De novo, o pulo do gato está na digitalização. O processo de locação da Quinto Andar já está bastante maduro e possibilita que toda a negociação ocorra de forma digital, da forma mais segura e fácil possível.

Como essas proptechs estão mudando o mercado?

Com essa pergunta voltamos à questão de quem está influenciando quem.

Quando pensamos nas mudanças que essas empresas propõem, pensamos principalmente (senão somente) na digitalização de processos. Não que isso seja fácil.

Veja bem: a intenção não é tirar o mérito dessas empresas. Elas desenvolveram os seus processos de maneira eficiente e atingiram um público que buscava facilidade.

Mas a revolução no mercado imobiliário pode não ser tão revolucionária assim.

E eu digo isso com a melhor das intenções. Te explico o porquê.

Que lições podemos tirar dessas proptechs?

Buscar formas de facilitar o atendimento e a relação com os seus clientes precisa ser uma prioridade. Imobiliárias que não oferecerem o mínimo de eficiência não irão conseguir competir com esses novos titãs.

E, hoje, essa eficiência é mais facilmente encontrada através do digital.

Como você pode facilitar o processo de visitas? Como você pode agilizar as assinaturas de documentos? Quão rápido você atualiza os imóveis do seu site ou dos portais de imóveis?

Essas são apenas algumas das perguntas que são solucionadas com a digitalização de processos. Essa digitalização é, por sinal, o principal diferencial das proptechs, senão o único.

O que os clientes esperam das imobiliárias?

Dizer que o único diferencial de algumas proptechs é a digitalização pode fazer parecer que esse é um processo simples. Ou ainda, que essas empresas não merecem o destaque que obtiveram. 

Muito pelo contrário, essas startups observaram as necessidades dos clientes finais e se desenvolveram ao redor delas. Mas nem tudo foi solucionado.

O atendimento aos clientes, por exemplo, ainda é uma grande dificuldade até mesmo para essas bilionárias.

É preciso pensar no que o cliente final espera. Por que as proptechs estão crescendo tanto e tão rapidamente?

Poderíamos dizer que porque os clientes esperam mais agilidade e facilidade. Ou ainda que existe um certo fascínio pelas possibilidades do digital.

Possivelmente os dois motivos e muitos outros.

As pessoas buscam cada vez mais autonomia no processo de negociação de imóveis. E com a pandemia isso ganhou ainda mais importância

Mas algumas coisas não mudam.

Os locatários ou compradores ainda buscam pela melhor oportunidade e, em especial os primeiros, uma relação positiva com a imobiliária. 

Atendimento de qualidade ainda é um diferencial na sua imobiliária

Problemas de relacionamento são um problema que até as grandes proptechs precisam desvendar. E aí pode morar a força de imobiliárias, pequenas ou grandes, que queiram competir com elas.

A bem da verdade, o atendimento nas imobiliárias deixa a desejar em muitos casos. Contudo, com um atendimento mais pessoalizado é possível agir de forma mais assertiva nesse quesito.

Se há uma coisa que as proptechs nos ensinam é que digitalizar suas tarefas é essencial. Mas o “cara a cara” ainda tem seu valor. As pessoas ainda gostam de ser bem tratadas.

Um atendimento de qualidade faz milagres e pode manter um cliente com você por muito tempo.

Pense em como você pode facilitar a vida do seu cliente e garanta que ele vai querer voltar. Assim, você deve conseguir prosseguir nesse nosso mercado, que está em constante mudança.


Relacionados