Topo
captação de imóveis

Corretor: saiba fazer a captação de imóveis

Estar envolvido com o mercado imobiliário significa estar sempre em busca de realizar diversas atividades, uma delas é: captação de imóveis.

Ser um corretor de imóveis não é simples, se você acha que é fácil, você está muito enganado. Não basta somente saber vender, dominar estratégias de marketing imobiliário, ou financeiro. É preciso saber captar imóveis também.

Basicamente, a captação de imóveis exige técnicas para se sair bem. Imagine isso como um processo que antecede tudo que envolve as vendas. Se você não tem imóveis, você não tem o que vender.

Podemos considerar a captação de imóveis uma das etapas mais complexas do processo da venda de um imóvel. Logo, por esse motivo, muitos corretores se especializam somente nessa área.

No entanto, em tempos de alta competitividade no mercado imobiliário aumentar a captação é essencial. Em virtude disso, é necessário investir em aprender sobre isso.

Entenda o que é a captação de imóveis

A captação de imóveis consiste em procurar imóveis que estão a venda ou locação. Captar imóveis envolve estar sempre em alerta para possíveis oportunidades que surgirão nas ruas. É conhecer a região de atuação de olhos fechados. Estar atento a propriedades realmente boas, pensando no processo de venda que terá em seguida.

Embora pareça uma tarefa simples, não é, é necessário sempre ter uma estratégia de prospecção para conseguir o imóvel para vender.

Como captar imóveis

É no processo da captação que pode ser geradas vantagens de vendas do imóvel. Porém, cuidado, é necessário saber fazer isso da maneira correta. Não basta ir atrás de um proprietário e falar que quer vender ou alugar o imóvel. É necessário passar segurança, mostrar que o imóvel está na mão de uma pessoa qualificada, e que ele não irá passar por nenhum problema, e, que conseguirá realizar a venda/locação de maneira eficaz. Agora você deve estar se perguntando como passar essa imagem para o proprietário do imóvel. Fique tranquilo, acompanhe abaixo e você irá entender como esse processo funciona.

Networking é a base para captar imóveis

Conhecer a região de atuação, estar sempre atento a possíveis oportunidades é fundamental para conseguir bons imóveis. Em seguida uma palavra que deve estar gravada na mente na hora de começar uma captação de imóveis: disposição. Visto que o processo pode ser bastante cansativo. É necessário visitar lugares comerciais, portarias de prédios, e, logo, os proprietários. Ou seja, muito Networking.

Profissionalismo

O profissionalismo é uma das bases para conseguir prospectar imóveis. É esse o ponto que será analisado na hora da conversa com o proprietário. Posto que, fazer um cliente confiar em você não é uma tarefa fácil, especialmente no mercado imobiliário que envolve transações de grandes valores.

Nesse sentido, é necessário passar uma boa postura, mostrar seus valores e sempre transparecer a sua ética. E isso inclui seu marketing pessoal.

Marketing pessoal e sua influência na captação de imóveis

O marketing pessoal diz respeito ao modo como você promove sua imagem. Ele faz parte da arte de se vender. De conformidade com isso, você precisa se vender para ganhar a confiança do proprietário do imóvel.
Assista o vídeo abaixo para aprender sobre marketing pessoal.

Para assistir o vídeo completo preencha o formulário abaixo:

4. Entenda o proprietário

Entender o proprietário também faz parte do processo de captação. Saber quais são os objetivos de retorno dele sobre o imóvel a ser ofertado, os motivos pelos quais ele deseja vender ou alugar.

E quando falamos da negociação e dos acordos estabelecidos sobre o imóvel, verifique se ambas as partes estão sendo beneficiadas. Inegavelmente isso influencia diretamente na confiança do proprietário.

Essa oportunidade é válida também para perguntar se ele possui mais imóveis que deseja realizar negociações.

5. Captei o imóvel, e agora?

Após captar o imóvel, uma série de procedimentos devem ser seguidos. Essa é a etapa que mais exige cautela. Verifique o imóvel, cheque tudo, sobretudo, documente. Dessa maneira é necessário sugerir coisas que podem ser melhoradas ao proprietário e ver o que ele pode fazer para ajudar quanto a isso.

Em sequência, avalie o imóvel, o quanto ele vale. Nesse ponto é considerável o tipo do imóvel, complementos, localização e estrutura. Busque saber o valor do imóvel nas proximidades e suas variações de preços.

E por último, confira a documentação do imóvel. Importante estar atento ao registro da escritura, IPTU em dia, consulte no cartório de registro de imóveis a certidão negativa de ônus e verificar a situação do imóvel. Busque mais e mais informações do imóvel, isso evita dores de cabeças futuras.

6. Pós captação do imóvel

O processo de pós captação basicamente envolve todas as outras etapas, pois você deve documentar todo o procedimento. Reúna informações relevantes do proprietário e tudo que aconteceu durante a negociação. Lembre-se, é importante ambas as partes estarem cientes de tudo que venha a acontecer com o imóvel. No caso do corretor, informar sobre a situação de venda do imóvel. E no caso do proprietário, se mais alguma imobiliária ou corretor estão vendendo o mesmo imóvel.
Por esse motivo, veja antes de fechar a negociação se o imóvel vai ser exclusivo ou não.

Em conclusão ao processo de captação, é valido lembrar que essa pode ser uma boa forma de ter um lucro a mais, pois normalmente o responsável pelo imóvel captado recebe um valor ao ter vendido/locado. E obviamente, outro beneficio é ter mais imóveis a venda na sua carteira.

[Total: 4    Média: 5/5]